Banner da página do produto EWS Proline

EWS-Proline

 
 
cabeçote de fresagem axial motorizado do EWS Proline para operações severas de usinagem e retificação com engrenagem planetária

 

Porta-ferramenta de fixação mecânica EWS Proline para tornos mecânicos CNC

 

Imagem do EWS ProLine

 

O melhor de dois mundos!

Falta de estabilidade, com este facto, o sistema VDI foi, nos últimos anos, cada vez mais associado. Como resultado, as ferramentas de bloco foram favorecidas com maior frequência, embora as ferramentas VDI proporcionem ainda maior diversidade e flexibilidade.

 

Então, o próximo passo parecia ser óbvio: combinar o melhor dos dois sistemas. Em colaboração com a DMG, o sistema EWS Proline foi desenvolvido para explorar ao máximo o potencial de novos tornos mecânicos. O EWS ProLine possui um eixo VDI tradicional, mas, opcionalmente, pode ser fixado na torre com quatro parafusos.

 

Assim, em processamentos mais fáceis, a flexibilidade do sistema VDI pode ser utilizada para as severas operações de usinagem e retificação para as propriedades das ferramentas de bloco estáveis. A posição angular das ferramentas radiais é assegurada através do sistema de alinhamento Trifix®.

 

 

Valores médios como nos centros de usinagem HSK63?

Os visitantes profissionais da EMO 2011 puderam ser convencidos disso ao vivo:

 

Numa Gildemeister CTX Beta 1250 4A duas superfícies com duas cabeças de corte paralelas de Ø 80 foram fresadas em aço 16MnCr5. A profundidade do corte foi de 3 mm/cabeça a uma velocidade de corte de 180. Sem vibrações e assobios, foi produzida uma superfície que antes só era possível com os centros de usinagem HSK63.

 

As duas ferramentas axiais do EWS Proline foram equipadas com engrenagens planetárias 4:1 e tinham o adaptador de veio VDI40.